quinta-feira, 4 de abril de 2013

Toponímia II (David de Medeiros Leite)

Vista de la Catedral de Salamanca. - Lancastermerrin88



Calle de Cervantes,
cenário ideal para um rompante,
Dom Quixote bradando: Adelante!”

Plaza de Santa Tereza,
las palomitas, contritas,
em “voo de pobreza”.

Calle del Pozo Amarillo,
―por San Juan de Sahagún ―
os garotos seguem protegidos.

Plaz Mayor salmantina
é palco multifacetado:
flamenco,
sevilhana,
show de Gilberto Gil
― em noite de céu estrelado.
Encontros
(bem abaixo do relógio)
Marcados.
Carros antigos
mostrados
e feiras de livros
Usados.


____________
David de Medeiros Leite (Mossoró-RN, 1966) é professor da UERN, doutor em Direito Administrativo pela Universidade de Salamanca (Espanha) e sócio efetivo do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte (IHGRN) e do Instituto Cultural do Oeste Potiguar (ICOP). Também pertence à Academia Maçônica de Letras do Rio Grande do Norte (AMLERN) e à Academia Mossoroense de Letras (AMOL). São de sua autoria: Companheiro Góis - Dez Anos de Saudade, Coleção Mossoroense, 2001; Os Carmelitas em Mossoró, Coleção Mossoroense, 2002 (em coautoria com Gildson Souza Bezerra e José Lima Dias Júnior); Ombudsman Mossoroense, Sebo Vermelho, 2003; Duarte Filho: Exemplo de Dignidade na Vida e na Política; Sarau das Letras, 2005 (em coautoria com Lupércio Luiz de Azevedo); Incerto Caminhar, Sarau das Letras, 2009; Cartas de Salamanca, Sarau das Letras, 2011; Presupuesto Participativo en Municipios Brasileños: Aspectos Jurídicos y Administrativos, Editorial Española, 2012. O presente poema faz parte de Incerto Caminhar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com sentimento sincero e responsabilidade, fique à vontade para comentar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...